O Projecto “A Modernidade Ignorada” é um trabalho conjunto de investigação Universitária que envolve Angola (Universidade Agostinho Neto), Espanha (Universidade Alcalá) e Portugal (Universidade Técnica de Lisboa).

A exposição foi precedida de uma MESA REDONDA, que reuniu especialistas, académicos, empresas e instituições, que se debruçaram sobre o tema “património arquitectónico moderno”, particularmente o de Luanda, considerado, a nível mundial, um caso singular na aplicação, em grande escala, dos princípios do CIAM (Congressos Internacionais de Arquitectura Moderna).

O património arquitectónico moderno de Luanda foi concebido por um grupo de jovens arquitectos portugueses, entre 1950 e 1970, em antagonismo com os padrões arquitectónicos dominantes do regime então vigente. Esta corrente, imbuída de uma ideia “transformadora”, concretizou em Luanda um novo conceito de cidade moderna.  Segundo os coordenadores, Paz Núñez M. e Roberto Goycoolea, o projecto “nasceu de uma preocupação compartilhada” entre arquitectos e historiadores, angolanos, portugueses e espanhóis: “estudar e divulgar o que foi, ainda é, e pode ser, a ignorada arquitectura moderna subsariana”. Para além da exposição (de painéis didáticos e fotografias), o projecto inclui também uma compilação dos estudos já realizados, bem como um Catálogo dos edifícios mais representativos e um Web Site (ainda não concluído), onde ficará reunida toda a informação sobre projecto.

O referido projecto já foi apresentado, sob diversas formas e iniciativas, em vários países, designadamente Portugal, Espanha, Angola, Chile, Itália.

 

Contacto Telefonico

(+244) 930 340 168

Horários Galeria

Terça a Sexta-feira das 10h00 – 18h00 Sábados, Domingos e Feriados 10h00 – 18h00

Newsletter

Subscreve a nossa newsletter e recebe todas as novidades e ofertas exclusivas. Não enviamos spam.